página principal

Sinapi

Caderno Técnico Lajes Pré Moldadas

Durante análise foi verificado pela equipe do SINDUSCON/PE, que entre as informações das composições, não foi identificado a referência sobre o número de utilizações previstas para o consumo de "ESCORAS E TÁBUAS" nas composições. Questionamos qual séria o valor a ser adotado no número de utilizações?

Como retorno a equipe do SINAPI informou que as escoras do tipo pontaletes e as tábuas de madeira considerase uma utilização de "duas vezes". Por sua vez, as escoras são acrescidas de um “fator extra de reutilização” igual a dois. Isto ocorre pois, em edifícios com poucos pavimentos, as peças ainda terão vida útil para serem reutilizadas em outra obra (ou na própria obra em outros serviços). Podese ainda considerar que o executor quebre a execução de cada pavimento em mais de uma parte, majorando as possibilidades de reutilização das peças das fôrmas.

Observada que à mão de obra durante a concretagem da laje pré-moldada, verificou-se a necessidade de mais "CARPINTEIROS E SERVENTES" no suporte à quebra do EPS. Questionamos é a variação no coeficiente da mão de obra não considerada na composição auxiliar da execução da laje pré-moldada (Cód. 92723) entre o bloco EPS e o cerâmico.

A equipe do SINAPI respondeu que, quanto aos resultados obtidos, para os coeficientes de mão de obra no saneamento amostral realizado, houve a preocupação de se representar as melhores práticas construtivas, sendo "DESCARTADOS" dados extraídos de obra em que foram observados desperdícios e perdas injustificadamente elevadas e gerenciamento deficiente. Portanto, os indicadores representam razoável eficiência e qualidade de execução. Nos consumos dos blocos (lajota) estão contempladas as perdas incorporadas apropriadas para a resistências e fragilidades peculiares de cada material utilizado.