página principal

Comunicação

Clipping

Fonte: Diário de Pernambuco | 20 de julho de 2018

Avenida Norte: uma via em constante mutação

Nos últimos dois anos, a Avenida Norte passou por cinco intervenções para melhoria da circulação no entorno e estão previstas mais três alterações

A Avenida Norte é um dos principais corredores de tráfego do Recife, a via arterial de 8,6 quilômetros de extensão, liga o bairro da Macaxeira ao de Santo Amaro e ainda interliga o Bairro do Recife, na área central, pela Ponte do Limoeiro. Ela corta sete bairros e margeia outros cinco. Pela sua localização estratégica já foi cenário de projetos como monotrilho, Veículo Leve sobre Trilho (VLT) e BRT. Sem um modal de grande capacidade, o desafio é melhorar a fluidez do tráfego com mudanças na circulação dos bairros do entorno, que juntos somam mais de 300 mil pessoas. Nos últimos dois anos, foram feitas cinco intervenções e há mais três previstas pelas Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU).

Na avenida passam por dia cerca de 58 mil veículos e apesar de não dispor de um modal de massa, ela é um importante corredor para o transporte público. Uma das saídas era implantar uma faixa exclusiva para o ônibus, nos moldes da Faixa Azul, mas essa ideia já foi descartada pelos técnicos da CTTU. De acordo com a presidente da autarquia, Taciana Ferreira, os técnicos decidiram investir na melhoria da circulação para facilitar o tráfego e o ônibus ter mais velocidade. “Foram feitos vários estudos para uma Faixa Azul na Avenida Norte, mas todos apontaram necessidade de mudanças no seu entorno”, afirmou Taciana Ferreira.

Em julho de 2016, a CTTU eliminou um giro à esquerda em Santo Amaro no cruzamento da Avenida Norte com a Cruz Cabugá. Por causa disso, os condutores que vêm de Olinda pela Cruz Cabugá e querem se dirigir ao Centro pela Avenida Norte não podem mais fazer o giro à esquerda. Já quem está na Cruz Cabugá, sentido Olinda, e quer acessar a Avenida Norte no sentido subúrbio, deve antecipar a entrada pela Rua 24 de Agosto, que passou a ser mão única sentido Centro e tem estacionamento proibido nos dois lados.

Em fevereiro de 2017, foi implantada uma mudança de circulação no bairro de Casa Amarela, no cruzamento das avenidas Norte e Professor José dos Anjos. Com a mudança, os condutores que trafegam pela Avenida Norte, no sentido Centro, e querem acessar a Professor José dos Anjos em direção ao bairro do Arruda, não podem mais dobrar à esquerda. Já os motoristas que seguem pela Rua Professor José dos Anjos e desejarem ter acesso à Avenida Norte, sentido Centro, devem fazer o retorno no sentido Arruda.

Outra mudança foi dezembro do ano passado, quando foi criado um novo acesso para a Avenida Norte a partir da Praça General Abreu e Lima, por trás do Cemitério dos Ingleses. Quem vem de Olinda pela Cruz Cabugá, sentido Centro, e não pode mais fazer o giro à esquerda pela Avenida Norte, passou a ter a opção de “cortar caminho” por trás do cemitério. Além de reduzir o fluxo na Cabugá o motorista antecipa um bom trecho e sai perto da Ponte do Limoeiro.

Em março deste ano, houve mudanças no entorno da Praça Castro Aves com a implantação de dois binários. O primeiro entre as ruas Marechal Deodoro e Augusto Rodrigues e o segundo entre as ruas Guadalupe e Marquês do Paraná. Com a nova circulação, a Rua Marechal Deodoro passa a ter o sentido invertido, tornando-se mão única em direção ao bairro Campo Grande. Do outro lado, a Rua Augusto Rodrigues, que é mão dupla, passa a ter sentido único em direção à Avenida Norte, formando um binário com a Rua Marechal Deodoro. Para complementar o novo desenho, a Rua Ladário de Souza, que é mão dupla, passa a ser sentido único em direção à Augusto Rodrigues.

Em julho deste ano mudou a circulação no Largo da Encruzilhada, que passou a ter sentido único em direção ao bairro do Espinheiro, no trecho da Avenida João de Barros, entre as ruas Alfredo de Castro e José de Sá Carneiro. Os condutores que utilizam a Avenida João de Barros para acessar o Largo da Encruzilhada, a Avenida Beberibe ou a Estrada de Belém, deverão girar à direita na Rua Alfredo de Castro e cruzar a nova interseção implantada na Avenida Norte. Depois, será preciso seguir em frente até a Rua José de Sá Carneiro e girar à esquerda na Rua Castro Alves até o Largo da Encruzilhada e demais destinos. Os condutores oriundo da Estrada de Belém e da Avenida Beberibe têm a opção de seguir em direção ao bairro de Campo Grande ou Espinheiro.

A CTTU também estuda mudanças em mais três cruzamentos da Avenida Norte: nas imediações do Largo dom Luiz; no acesso ao Morro da Conceição, após a Rua da Harmonia, e no cruzamento da Avenida Norte com Rua Nova Descoberta, em Vasco da Gama. “As ações têm o objetivo de dar maior fluidez e garantir a segurança dos pedestres”, ressaltou Taciana Ferreira.