Carregando

Tipo de busca

Selo verde é incentivo a empresas sustentáveis

Clipping

Selo verde é incentivo a empresas sustentáveis

Compartilhar

Certificação concedida pela Prefeitura do Recife busca reduzir impacto ambiental e emissões de gases

Os empreendedores recifenses que querem tornar suas marcas mais sustentáveis terão agora uma certificação da Prefeitura do Recife para validar medidas tomadas que busquem diminuir o impacto ambiental e as emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE) na cidade. O Selo Verde será conferido para empresas que obedeçam cinco critérios obrigatórios referentes às ações em cinco variáveis que são água, energia, GEE, resíduos e áreas verdes.

Podem ser inscritos projetos já realizados ou que irão ser implementados nos negócios locais. Nestes últimos casos, os empreendimentos poderão receber um pré-certificado. Já nos projetos cujos resultados podem ser avaliados os selos poderão ser do tipo bronze, prata, ouro, e diamante, a depender das pontuações relacionadas às ações de economia de água e energia, energias renováveis, diminuição das emissões de gases, gestão de resíduos e criação e ampliação de áreas verdes.

Maurício Guerra, secretário-executivo de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente explica que a certificação é facultativa a qualquer empreendimento e todo o processo é solicitado no portal lançado ontem para a finalidade, o link:http://selosustentavel.recife.pe.gov.br. O primeiro passo é entrar e fazer um requerimento para avaliação. No Recife, estão credenciadas para auditar as informações o Serviço nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Calango Consultoria em Meio Ambiente, Líder Consultoria em Sustentabilidade e ABD Consultoria Ambiental.

O processo todo leva no máximo 30 dias e o valor é de R$ 1,3 mil para o empreendedor. Em troca, além dos ganhos diretos com as soluções implementadas, ele terá divulgação de sua marca nas ações da prefeitura e poderá usar o selo em suas publicidades. “No futuro, estamos avaliando formar um cadastro verde desses empresários”, explica o gestor.

A lei do selo verde foi criada em 2016, mas apenas em janeiro deste ano houve o credenciamento das empresas especializadas na prestação de serviços técnicos de auditoria ambiental. “Ainda não oferecemos nenhum selo porque estávamos organizando todo o sistema de concessão. Agora, com o portal no ar, poderemos dar início ao projeto e, nossa expectativa é de certificar uma média de 50 empreendimentos por mês”, ressalta Guerra.

Segundo ele, qualquer tipo de empreendimento pode requerer. “Inclusive, nossa primeira solicitação é de uma escola”, reforça. No site é possível pedir três solicitações, uma pré-certificação, uma certificação com empreendimentos com implantação já realizada e a renovação de certificação, que pode melhorar a categoria do selo e precisa ser realizada a cada três anos. “Nossa ideia é envolver os empresários nas ações pela sustentabilidade do Recife, melhorando a qualidade de vida de todos e ainda oferecer às empresas locais um diferencial nas vendas, que será o selo.”

FONTE: Diário de Pernambuco – Economia

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *