Carregando

Tipo de busca

Novo limite do SFH não terá impacto para o setor

Clipping

Novo limite do SFH não terá impacto para o setor

Compartilhar

Segundo a Ademi, apesar de a notícia ser positiva para a economia do País, em Pernambuco não há estoques de empreendimentos focados na nova faixa, acima de R$ 1,5 milhão. Maior parte é de imóveis do Programa Minha Casa, Minha Vida

O Conselho Monetário Nacional (CMN) antecipou de janeiro de 2019 para agora o início do novo limite de financiamento de imóveis pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH) com utilização do FGTS. Com isso, podem ser financiados no SFH, imóveis com valor de avaliação de até R$1,5 milhão, aplicando-se o mesmo limite para todas as regiões do País. Em Pernambuco, no entanto, cujo teto para financiamento anteriormente era de R$800 mil, o novo limite não deve ter muito impacto no setor da construção civil.

Para o presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-PE), Gildo Vilaça, por exemplo, apesar de considerar a notícia positiva para o segmento, o Estado não tem um estoque de empreendimentos focado nessa faixa. “Em Pernambuco, metade do que é construído é destinado às faixas contempladas pelo programa Minha Casa Minha Vida. Por isso, o fato é que hoje em dia essa faixa na nossa região tem uma demanda muito baixa. O impacto não será tão grande assim com a ampliação do teto”, argumenta o presidente da Ademi-PE. Ele ressalta, no entanto, que qualquer novidade que tem como objetivo aquecer o mercado, é claro, positiva. “Uma decisão que consegue colocar mais recurso por uma taxa de crédito mais barata, é sempre muito bem aceita e comemorada pelo setor”, pondera.

Representante do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Pernambuco (Sinduscon-PE), José Antônio de Lucas Simón, enfatiza que apesar de não ter como mensurar esse impacto de imediato, os nichos de mercado que no Estado atuam na construção de empreendimentos com valores a partir de R$800, deverão ser aquecidos com essa antecipação. “Para quem tem hoje condição financeira de trocar um imóvel, é realmente um caso a se pensar em financiar um imóvel melhor, em uma área melhor. Agora é a hora de comprar um imóvel maior e melhor valorizado”, ressalta.

FONTE: Portal FolhaPE – Economia

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *