Carregando

Tipo de busca

Previsão de R$ 396,6 milhões em investimentos

Capa Clipping

Previsão de R$ 396,6 milhões em investimentos

Compartilhar

Foram aprovados, ontem, no Condic, 18 projetos em Pernambuco, que gerarão mais de mil empregos

O setor industrial de Pernambuco vem se animando na reta final de 2018. Depois de um primeiro semestre frustrante do receio empresarial com as eleições, os anúncios de novas indústrias ou ampliação das fábricas existentes deram um salto. Ontem, na terceira reunião do Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic) de 2018, foram aprovados 18 novos pleitos de fábricas no estado, um investimento previsto de R$ 396,6 milhões e mais de mil empregos a serem gerados nas operações. Na lista de empresas, veio a confirmação da implantação da Marilan, em Igarassu, com aporte de R$ 157 milhões, além de mais uma ampliação da Mondelez, em Vitória de Santo Antão, investindo R$ 83,7 milhões. A lista de maiores investidores ainda tem um montante de R$ 75,3 milhões para a ampliação da fábrica da Pernambuco Têxtil, em Bezerros, mais um componente de contribuição para interiorizar o desenvolvimento.

O Condic aprova projetos empresariais que apresentam pleitos para adquirir benefícios fiscais do Programa de Desenvolvimento de Pernambuco (Prodepe). São quatro reuniões por ano. A primeira aprovou quase R$ 100 milhões em projetos industriais. Já a segunda, R$ 86 milhões. De acordo com o presidente da Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (AD Diper), Antônio Xavier, a alta mostra que Pernambuco vem consolidando um ambiente de negócio seguro tanto pela chegada de novos empreendimentos como pela ampliação dos existentes.

“Ninguém melhor para mostrar que o ambiente é favorável ao negócio do que quem já está conosco. A Mondelez é um exemplo claro. Chegou e já fez mais de uma ampliação da planta em Vitória, desta vez para produzir biscoitos doces”, pontuou. “O segmento de biscoitos, inclusive, vem ganhando espaço na nossa pauta industrial, com a chegada da Marilan, um investimento alto em Igarassu, ampliando um segmento que a gente considera prioritário e pode ajudar a movimentar a economia”.

De acordo com Sérgio Tavares, presidente da Marilan, as obras do novo parque fabril da Marilan serão iniciadas agora em novembro. “A previsão é que a fábrica comece suas operações em 2020. Nosso investimento na região irá contribuir para a expansão de algumas linhas de nossos produtos nas regiões Norte e Nordeste, que representam mais de 30% do consumo de biscoitos no Brasil. Além disso, Pernambuco é considerado o principal centro logístico no Nordeste”. (André Clemente)

FONTE: Diário de Pernambuco – Economia

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *