Carregando

Tipo de busca

Imóveis – Curtas

O Construtor - 01 2018

Imóveis – Curtas

Compartilhar

Fundings

De acordo com as informações da Caixa, divulgadas no dia 02 de março, no Sinduscon-PE, não faltarão recursos para as contratações do setor este ano. Só o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) tem R$ 85,5 bilhões garantidos para aplicações, dos quais R$ 69,5 bilhões estão destinados à habitação. Ainda assim, tanto a Caixa quanto o setor produtivo ponderam sobre a importância de haver alternativas de fundings para habitação além do FGTS e SBPE.

Minha Casa, Minha Vida

A Caixa Econômica Federal tem como meta para este ano a contratação de 650 mil unidades do programa Minha Casa, Minha Vida, nas faixas subsidiadas, mas já declarou estar querendo chegar a 800 mil unidades. Para o construtor, a notícia é positiva desde que de fato essas unidades sejam contratadas e pagas dentro dos cronogramas e detalhes contratuais pactuados. De acordo com a diretora de Assuntos Imobiliários do Sinduscon-PE, Betinha Nascimento, em Pernambuco, a equipe da Caixa tem total comprometimento no sentido de ver essa previsão realizada.

Para onde caminha o mercado

Nem todos os perfis de empreendimentos imobiliários foram impactados negativamente com a crise econômica. Dentro da construção imobiliária, alguns nichos de mercado continuaram gerando resultados positivos e outros vem se mostrando como propostas interessantes para o setor e para o potencial adquirente. “O imóvel caro, de maior valor agregado, tem mercado e continua vendendo tranquilo. Mas vende em menores quantidades, mas é a velocidade dele”, fala o presidente do Sinduscon-PE, José Antônio de Lucas Simón.

Novos modelos de empreendimentos habitacionais também são idealizados com base em resultados de estudos, como a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, que informa que nos últimos vinte anos dobrou o número de pessoas que moram sozinhas, categorizadas como “famílias unipessoais”. A demanda por imóveis compactos é reforçada também pelo aumento no número dos casais sem filhos.

Sem contratos, sem atraso

Ainda sobre o programa Minha Casa, Minha Vida, o presidente do Sinduscon-PE foi questionado pelos jornalistas presentes ao encontro com a Caixa Econômica Federal, em março, sobre a incidência de atrasos nos pagamentos às construtoras envolvidas nos projetos das faixas 01 e 1,5. Isso porque no ano passado havia sido destacado pelo setor o atraso nos repasses referentes às obras executadas em 2016. “Antes contratou-se muito e se atrasou os repasses. Esse volume não se repetiu em 2017. Não houve contratação, então como vamos ter atraso?”, questionou. José Ântônio lembrou ainda que o défict habitacional que vinha sendo reduzido através do MCMV, voltou a crescer.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *